Recarga de extintores
Descrição

recarga de extintores deve ser feita a cada vez que o equipamento for usado total ou parcialmente, quando o extintor ficar muito tempo sem uso, ou ainda antes do vencimento do prazo de validade previsto em lei.

 

A frequência de inspeção é de seis meses para extintores de incêndio com carga de gás carbônico e cilindros para o gás expelente, e de 12 meses para os demais extintores. Mas, recomenda-se maior frequência de inspeção aos extintores que estejam sujeitos a intempéries e condições especialmente agressivas.

 

A cada inspeção deve ser feito um relatório padronizado, no qual estarão informações como data, identificação dos responsáveis, identificação do equipamento e tipo de manutenção realizada, além de que todo extintor deve possuir um controle para registro das inspeções.

 

Características que obrigam a manutenção dos extintores:

- Lacre(s) violado(s) ou vencido(s)

- Quadro de instruções ilegível ou inexistente

- Inexistência de algum componente

- Validade da carga de espuma química e carga líquida

- Mangueira de descarga apresentando danos, deformação ou ressecamento

- Extintor parcial ou totalmente descarregado

- Mangotinho, mangueira de descarga ou bocal de descarga, quando houver, apresentando entupimento que não seja possível reparar na inspeção

- Defeito nos sistemas de rodagem, transporte ou acionamento

 - Corrosão no recipiente e/ou em partes que possam ser submetidas à pressão momentânea ou estejam submetidas à pressão permanente e/ou em partes externas contendo mecanismo ou sistema de acionamento mecânico

 - Data do último ensaio hidrostático igual ou superior a cinco anos

- Inexistência ou ilegibilidade das gravações originais de fabricação ou do último ensaio hidrostático

 

Devido ao fato de a lei prever que um estabelecimento não pode ficar sem a presença do extintor durante a retirada para a manutenção, a Bianchi criou um diferencial para atender a demanda e a necessidade dos clientes.

 

A maioria das empresas quando vão realizar as manutenções, retiram os extintores, e deixam seus clientes vulneráveis a necessitar do equipamento e os mesmos estarem ausentes. Pensando nisso, a Bianchi desenvolveu um método em que o cliente pode optar pela troca ao invés de manutenção, levamos até o estabelecimento um extintor novo, recarregado e inspecionado, e efetuamos a retirada do extintor que já está inutilizável.